UPE lamenta morte de Zeudo Vidal, referência nacional em periodontia

A comunidade acadêmica da Universidade de Pernambuco (UPE) externa seu mais profundo pesar em virtude da morte do professor Zeudo Cláudio da Costa Vidal, aos 83 anos, ocorrida na tarde de noite-feira (23).

Considerado um dos primeiros periodontistas de Pernambuco, Zeudo Vidal iniciou seus estudos nesta área na primeira metade da década de 1960. Foi um dos pioneiros no Brasil a defender a influência da placa bacteriana na etiologia da doença gengival.

Como docente da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Zeudo contribuiu na formação acadêmica de várias gerações de profissionais dedicados à saúde bucal.

Natural de Caruaru, ele foi ex-presidente do Conselho Regional de Odontologia (CRO-PE) entre os anos de 1991 e 1995.

Decano da odontologia em Pernambuco, Zeudo Vidal recebeu várias homenagens ao longo da sua carreira profissional, contribuindo na difusão do cooperativismo de crédito e também como membro ativo da maçonaria. Seus três filhos também seguiram a carreira de cirurgião-dentista. Um deles, Humberto Vidal, é docente do Campus Arcoverde da Universidade de Pernambuco (UPE).